São Lourenço leva susto no começo, mas consegue a virada para cima do  Blumenau

Texto: Eduardo Gouvea
Imagem: @samaragraciolli

O São Lourenço conquistou neste sábado (20), sua segunda vitória consecutiva na Liga Nacional de Futsal. Em partida válida pela segunda rodada, realizada na Arena São Lourenço, o time da casa chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas conseguiu virar o marcador para 3 a 2.

A vitória fez a equipe chegar aos seis pontos em dois jogos e se juntar ao Pato Futsal na liderança do torneio. Já o Blumenau segue zerado na tabela e começa a se complicar na briga pela permanência.

A nota negativa do jogo, foi a confusão ocorrida após o apito final, quando jogadores do Blumenau se envolveram em uma confusão com torcedores e seguranças do ginásio.

O jogo

O time da casa começou o jogo tomando conta da posse de bola e logo nos primeiros minutos parte do ginásio chegou a gritar gol em um chute de Churrasco que passou perto da trave e bateu na rede pelo lado de fora.

Mas falando em rede, quem balançou ela – e pelo lado certo -, foi Diogo aos 3’46, abrindo o placar para o Blumenau. Após batida de escanteio, ele arrematou da entrada da área. O chute saiu meio mascado e a bola foi quicando, o que acabou fazendo com que o goleiro Serjão se atrapalhasse e aceitasse.

Animado, o time visitante quase dobrou sua vantagem aos 4’19, quando Pereira escapou bem pela esquerda e acertou um chute cruzado na trave. Um minuto depois, Gamarra apertou a marcação em cima de Ian Lucas, tomou a bola e chutou forte, mas o goleiro Serjão se redimiu e evitou o segundo gol.

O São Lourenço tinha mais a posse da bola, porém os visitantes eram objetivos e dobraram a vantagem aos 8’36. O goleiro Delduque avançou até o meio e arriscou o chute, a defesa afastou parcialmente e Sheldon emendou de fora da área para fazer 2 a 0.

O segundo gol sofrido fez o técnico Serginho Schiochet pedir tempo para organizar sua equipe. Durante a parada ele pediu por duas vezes “cabeça no lugar” para seus jogadores.

Mas “cabeça no lugar” foi algo que começou a faltar para as duas equipes e o jogo começou a ficar pegado. Dessa forma, a arbitragem teve que conter os ânimos e iniciou a distribuição de cartões.

Com mais posse de bola e presença na quadra de ataque, o time da casa finalmente conseguiu descontar aos 14’46. Claudinho veio carregando a bola e tocou para Leozin, que fez o pivô e devolveu para o camisa 20 bater rasteiro.

Não demorou muito e o São Lourenço empatou aos 16’05, quando após batida de escanteio rápida, Leozin, livre de marcação, arrematou de dentro da área para deixar tudo igual.

Segundo tempo

O cenário não mudou no segundo tempo e o enredo quase se repetiu em todos os seus detalhes. O São Lourenço tinha mais posse, enquanto o Blumenau apertava a marcação e tentava uma roubada de bola. E isso aconteceu aos 22’35, quando após um erro de passe, Crystian saiu cara a cara com Serjão, mas chutou para fora.

Essas situações foram se repetindo ao longo da segunda etapa: São Lourenço trocando passes e tentando fugir da marcação baixa do adversário e o Blumenau quando roubava a bola desperdiçava ótimas oportunidades.

Nos minutos finais o time da casa foi conseguindo escapar da marcação e as oportunidades de marcar o terceiro gol foram aparecendo. O técnico Juninho percebeu isso e pediu tempo para acertar seu sistema defensivo.

Mas a situação não mudou muito e restando 4’15 Churrasco perdeu uma chance incrível de virar o placar ao receber livre uma bola de frente para o gol e errar o alvo.

Restando 3’22 o Blumenau ficou com um jogador a menos após Sheldon receber o segundo cartão amarelo e ser expulso. Com vantagem numérica em quadra, o técnico Serginho pediu tempo para armar a jogada decisiva.

Suas instruções deram resultado e logo em seguida, aos 37’06, o time da casa chegou ao terceiro gol. Após troca de passes, Gui Canhoto tocou para Claudinho do lado esquerdo. Ele ajeitou e bateu cruzado.

De volta com cinco jogadores em quadra, o Blumenau passou a jogar com Gamarra na função de goleiro-linha e só não empatou quando restava 1’59 porque o goleiro Serjão operou um verdadeiro milagre em chute de Crystian praticamente embaixo da trave.

Os visitantes ainda seguiram insistindo na tática do goleiro adiantado, mas sem conseguir criar alguma outra chance clara.

Confusão após o fim

Logo após o cronometro zerar, alguns jogadores do Blumenau foram reclamar com a arbitragem. O mais exaltado era Caixa, que acabou recebendo cartão vermelho e posteriormente precisou ser contido pelos companheiros.

A confusão se deu bem ao lado da arquibancada e também houve troca de agressões entre torcedores e jogadores da equipe visitante. Em entrevista à LNF TV, o técnico Juninho disse que seguranças agrediram atletas de sua equipe.

Em nota, o Blumenau reforçou que seus atletas foram agredidos por torcedores e seguranças e disse ainda que pedirá para que a LNF não escale mais os árbitros que trabalharam na partida em seus próximos jogos.

O São Lourenço também publicou uma nota oficial a qual afirma lamentar o ocorrido e que não compactua dos atos. O texto diz ainda que “promoveu todas as medidas necessária para a identificação dos torcedores envolvidos, e já na data de hoje (domingo), foi lavrado o competente Boletim de Ocorrência Policial, em que o Clube informou o nome e dados dos infratores, de modo que a Autoridade Pública de Segurança possa ultimar as providências legais cabíveis contra os mesmos”.

O que vem pela frente

As duas equipes voltam a jogar na próximas sexta-feira (5), em duelos da terceira rodada. O São Lourenço encara o Tubarão, fora de casa, às 19 horas. Um pouco mais tarde, às 20 horas, o Blumenau recebe o Magnus no SESI.