Com gol logo cedo, Minas goleia Atlântico na estreia da Liga Nacional de Futsal

O Minas Tênis Clube não tomou conhecimento do atual campeão em sua estreia na Liga Nacional de Futsal. Na tarde deste sábado (23), na Arena UniBH, em Belo Horizonte, o time goleou o Atlântico por 6 a 1. Veja os gols no vídeo abaixo

Os donos da casa não quiseram saber de muita conversa e marcaram o gol mais rápido da competição até aqui ao abrir o placar com 42 segundos de bola rolando. Após vacilo da defesa, Higo roubou a bola e tocou para Pedro Carioca completar.

Pouco depois de sofrer o gol, a 1’47, o Atlântico quase empatou, quando Deivão acertou a trave. E essa foi a primeira de muitas bolas na trave na partida.

Aos 5’20, foi a vez do Minas carimbar o travessão com um chutaço de Gui Reis. Passado mais um minuto e Chape também sentiu o gosto de ver seu chute parar no travessão. Em menos de sete minutos foram três bolas na trave.

As coisas começaram a ficar mais difíceis para o time gaúcho, quando aos 13’30, Deivão tentou parar um contra-ataque com falta. A arbitragem deu a vantagem, mas depois mostrou cartão amarelo para o jogador do Galo. Como já era sua segunda advertência, ele acabou sendo expulso.

O Minas aproveitou a vantagem de ter um atleta a mais em quadra e dobrou sua vantagem aos 14’26. Ferro tocou para Rodriguinho na esquerda, que bateu cruzado.

Segundo tempo

Veio o segundo tempo e o Atlântico se mostrou disposto a mudar sua situação, mas não era a tarde do time de Erechim e logo aos 21’29, os donos da casa marcaram pela terceira vez.  Em cobrança de falta ensaiada, Higor deu uma pisadinha para Guilherme mandar um chute no ângulo de Alê Falcone.

O Galo nem tinha assimilado o novo golpe e apenas nove segundos depois, o Minas voltou a balançar as redes, desta vez com Ribeiro. Ele tomou a bola de Suelton e marcou.

Sem muito o que fazer, o Atlântico passou a apostar no goleiro-linha com Chape fazendo a função. O time gaúcho aumentou a pressão e o próprio Chape acertou mais uma bola na trave. Restando 7’51, em cobrança de falta de Wagner, mais uma vez o travessão impediu o primeiro gol do Galo.

Ainda insistindo no goleiro-linha, o Atlântico finalmente descontou aos 33’23. Richard fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Chape completar na segunda trave, mas a reação parou por aí e os donos da casa ainda marcaram mais duas vezes.

Aos 36’49, em jogada de contra-ataque, Guilherme anotou o quinto dos mineiros e faltando 59 segundos, Marco Túlio pegou a bola em sua quadra de defesa e bateu para o gol vazio, fechando a conta.

O que vem pela frente

O Atlântico volta a jogar na próxima quinta-feira (28), quando receberá o Marreco, às 19 horas, no Clube Esportivo e Recreativo Atlântico, também chamado de Caldeirão do Galo. Na sexta-feira (29), será a vez do Minas encarar o São José, às 11 horas, na quadra do adversário.